O minimalismo pode te fazer muito bem

No fundo, sempre gostei de um padrão/uniformidade na minha vida. Foi lá na infância que eu aprendi a simples lei da ação e reação: se você fizer isso, que é errado, você terá seu castigo e se não fizer não o terá. E eu, minimamente inteligente, aprendi rápido. Não dei tanto trabalho para os meus pais. Mas chegou a faculdade, e com ela as aulas de psicologia que me fizeram ter uma nova visão de mundo, foi incrível! Resumidamente, eu só via a primeira camada das coisas e pessoas, eu não enxergava as mensagens subliminares/ subentendidas daquele mundo, até que a aquelas aulas me fizeram pensar no porquê das coisas. Desde aquelas aulas minha mente não parou mais de querer entender o que existia por trás de uma palavra ou ação: será que aquele tapinha nas costas foi verdadeiro ou jogo de interesses, enfim, muitas coisas mudaram na minha vida.

Essa fase adolescente e de início de uma faculdade é realmente um dos momentos mais intensos da vida de uma pessoa, são muitas informações e pessoas novas em nossas vidas. Isso tudo precisa ser equilibrado, ou você se vê cheio de opções, porém sem foco. Mas calma, você ainda tem tempo pra errar e consertar as coisas, pra quase tudo na vida se tem jeito, só não pra morte!

Vamos logo partir pro tema proposto: minimalismo. Bem, depois de passar por esse turbilhão que é a faculdade, você já deve estar acostumado a “dar conta” de fazer várias coisas ao mesmo tempo: estudar, estagiar, produzir seu TCC – Trabalho de Conclusão de Curso, pensar no seu futuro profissional, formatura, se sustentar, ter seu próprio lar, qual pós graduação ou mestrado fará, etc. Aí você realmente não tem como pensar em “desacelerar”, o curso normal da vida te impõe isso. Alguns pouquíssimos vão conseguir ter um período sabático (meses “livres” pra pensar no futuro), outros vão procurar emprego, outros vão permanecer nas empresas onde estagiavam (meu caso), outros vão continuar estudando, enfim, haverão muitas possibilidades. O fato é que a maioria só eleva a carga de coisas que faz ao mesmo tempo e acaba se exaurindo, enchendo a vida de coisas.

A reflexão que cada um poderia ter, nesse período de conclusão de estudos e início de vida profissional, seria uma auto-análise para voltar a ter equilíbrio em suas diversas áreas (pessoal, emocional, espiritual, social, profissional, financeiro, etc). Talvez uma análise assim fosse tão importante quanto foi antes de você concluir o ensino médio, quando está em outro turbilhão de informações e decisões importantes, decisões que podem mudar a sua vida.

Quando se tem uma noção mais realística sobre o benefício de uma “vida equilibrada” nossos valores tendem a ficar mais equilibrados também. Aí surge a vontade de se desfazer dos excessos e ter  só o necessário (nem muito, nem pouco), a não se cobrar tanto, agora perseguimos “o melhor que você consegue ser”, a “semear o bem”, porque você já sabe que a natureza do ser humano é ser mau e isso já está em excesso no mundo. Você percebe que cuidar do meio ambiente é praticamente “amor-próprio”, pois exatamente tudo que fazemos contra o meio retornará, sob a forma de acidentes naturais como: tsunami, furações e terremotos. Enfim, você descobre que ser mais equilibrado só te traz coisas boas, sua consciência fica tranquila.

Uma forma bem interessante de se iniciar essa auto-análise de equilíbrio na vida é responder, com uma nota de 0 à 10, essa “tabela” da roda da vida:

roda-da-vida

Se não quiser/puder imprimir essa imagem, faça uma lista com esses mesmos nomes e escreva qual nota você atribui e analise o resultado. Aqui em baixo, vou explicar melhor sobre o que pensar antes de lhe atribuir uma nota.

A partir daí você pode fazer uma série de comparações entre as notas. Por exemplo: acho comum termos notas baixas em espiritualidade e contribuições sociais, o que pode refletir diretamente na sua nota “realização e propósito” ou “plenitude e felicidade”. Pode ser que quem não costuma realizar trabalhos sociais ou não faz reflexões sobre seus atos não se sinta plenamente realizado ou feliz e assim sucessivamente. Mas isso é só um exemplo,não tente se comparar com outras pessoas que doam todo seu salário de 1 show para a caridade, seja a melhor versão de você (aput Renata Meins). Um pouquinho da sua contribuição já vai ajudar bastante para um mundo sustentável.

Pra ajudar no preenchimento dessa roda da vida, vou colocar explicações sobre o que você deve pensar para lhe atribuir as notas. Esse modelo eu retirei do site http://digomess.blogspot.com.br/2010/08/roda-da-vida.html, achei bem completo e fica prático imprimir, caso desejem.

rodadavida

Que tal? Agora é analisar quais áreas você teve notas baixas e se quer melhorar. Tomada decisão, tente criar algumas ideias do que você poderia fazer pra melhorá-las. Tome cuidado pra não escolher coisas muito fora da sua realidade pra você não se sentir frustrado, lembre-se de tentar fazer “o melhor que você pode” e não “fazer sempre certo/perfeito” ou “se matar de estudar/trabalhar”, seja sensato, você vai poder preencher essa roda da vida várias vezes, eu estou tentando preencher 1 vez por ano.

Aqui vão algumas ideias de coisas que podem ser razoáveis pra você:

Lazer: você tem alguma coisa, fora o trabalho, que você realmente gosta de fazer? Ainda não descobriu ou tem dúvidas? Não se preocupe, é totalmente normal. Tente começar a testar, de preferência, faça sozinho, pra você ter mais segurança em dizer que é sua atividade preferida ou é por causa da boa companhia.

Intelecto: ter informação é muito bom, mas será que você precisa saber de todos os acidentes com vítimas fatais da sua cidade? Tente perceber quais conteúdos você acha importante tomar conhecimento e tente dar preferência a esses, mas não se torture se você se pegar vendo a página social de algum colega seu, você pode e deve deixar um espaço para leituras ou tempo livre pra coisas menos importantes, mas tente estabelecer um tempo máximo pra esse passa-tempo mais despretensioso. Se eu fosse colocar exagero, seria na participação em cursos, palestras e afins, esses sim, por mais que sejam de curtíssima duração, vão te agregar alguma informação útil pra você. Não subestime seu cérebro, ele faz ligações/conexões incríveis, coisas que você sonhou hoje e que você não faz a mínima ideia de onde surgiram, podem ter sido tiradas de uma lembrança de uma aula de física há 5anos atrás. Pra aflorar isso, pensei em fazer um exercício: tente anotar em um papel as primeiras palavras chaves que vierem na sua cabeça ao final da participação de um evento. Faça uma foto que tenha haver com o evento e salve em um perfil criado só pra esse fim, ou, caso não se importe, publique no seu instagran pessoal, e coloque essas palavras-chave/hashtags que ficaram na sua mente. Lembre-se de ser legal/ ético e colocar as referências (nome do curso instrutor, etc). Se quiser usar essa ferramenta ainda mais ao seu favor, crie uma # geral para esse tipo de publicação, como por exemplo: #seu_nome_sobrenome_aumentando_conhecimento. Assim, quando der vontade de ver como está seu desenvolvimento intelectual, é só digitar essa # que você vai ter um resumo das suas participações em eventos e o ganho de conhecimento. Outra coisa legal é que quando você falar sobre o que aprendeu, vai conseguir falar a onde você se embasou.

Saúde: Um dos nossos maiores bens. Sem saúde não conseguimos aproveitar tão bem a vida, portanto, acho que pode ser interessante cuidar bem dessa área da vida. Se você é daqueles que não gosta de tomar remédios, vai ser um bom negócio cuidar do seu corpo e não enchê-lo de besteiras, acredite você não precisa ter sempre uma alimentação ótima, se em 80% do tempo você comer saudável já te dará uns 10 anos à mais de vida de qualidade. Friso a questão de “vida com qualidade” e sem remédios porque é sabido que quando envelhecemos temos grande probabilidade de ficar dependentes de remedinhos pra diabetes, colesterol ou vitaminas para os ossos, então tente não se acostumar a comer besteiras, deixe isso para às exceções. Exercícios físicos também ajudam demais na manutenção do funcionamento harmônico do corpo. E por fim, tão clássico quanto tudo que falei até agora: beba bastante água, ela é tão necessária quanto o ar. Aproveite que a água ainda custa barato no nosso País. Quanto mais você cuidar da sua saúde agora, menos você terá que gastar com ela no futuro, é um dos maiores investimentos da vida!!

Vida financeira: Gente, esse assunto traz tanta felicidade e tristeza ao mesmo tempo. Com a primeira grana a gente geralmente gasta com “besteira” e isso é normal, mas as vezes a falta de informação te leva a gastar SEMPRE com besteiras. Importante você saber que existem aplicações no tesouro direto (ações do governo) de R$30,00 por mês, ou seja, você pode se comprometer a depositar essa quantia super pequena e ter um bom lucro. Você escolhe, dentre as opções de resgate, o valor a ser depositado mais os juros, e fica depositando todos os meses esse valor. Vale a pena se informar sobre esse assunto, tem muitos vídeos no youtube que falam sobre isso. Começar a investir é uma das minhas metas para 2017. Uma das coisas mais interessantes de se fazer isso é ver que você pode se “dar” uma bela viagem dentro de poucos anos, e com relativo “pouco esforço”, com esses trintinhas reais por mês. Você vai se surpreender com o quanto você pode guardar/investir, e que um intercâmbio, por exemplo, não custa tão caro. Ex.: pra ficar 1 mês no Canadá hoje em dia, você vai gastar cerca de 7mil reais no total: uns 2mil para passagens, 2mil do curso, 1mil alimentação, 1 mil de passeios e transporte interno e mais uns 1mil de hospedagem. Faça os cálculos e comece já a guardar. Outro exercício interessante: tente se imaginar daqui há 10 anos, como você gostaria de se ver? Pense se você gostaria de realizar algo assim à longo prazo e coloque uma meta para realizá-la.

Amigos e família: Essa é uma área da vida tão importante, mas que muitas vezes você não se dá conta, até que perde. Portanto, cultive bem essas relações, ninguém precisa amar todo mundo, mas respeitar os familiares e valorizar as verdadeiras amizades é uma ótima forma de te ajudar a se manter de pé quando os problemas (que sempre acontecem na vida) acontecem. Você gosta de receber ligação de seus parentes no dia do seu aniversário? Porque não ligar, perguntar como a pessoa está e relembrar algo bom que passaram juntos ao menos uma vez por ano? Não custa caro e pode ser um ótimo exercício de gratidão que vai te fazer sentir tão tão bem, é incrível receber carinho de quem amamos, pode ter certeza que se fizer isso em 1 ano, no ano seguinte você receberá muito mais “feliz aniversário” que no ano anterior. Quanto aos amigos de verdade, se estende as dicas que falei acima, até porque eles são a “família” que foi possível escolher.

Trabalho e carreira: Essencial para uma boa parte do sentimento de realização das pessoas, sem esquecer que cuidar da família também é um trabalho, e dos mais valiosos que há. Realizar um trabalho com honestidade já é um grande começo, tente ao menos isso e já perceberá que as outras coisas virão naturalmente. Se for possível, experimente trabalhos mais “simples” no começo, pra ir adquirindo conhecimento sob diversos ângulos: atrás de um balcão de uma lanchonete, na venda de algo que você tenha afinidade, entrevistando pessoas para um instituto de pesquisa, trabalhando nos bastidores de um evento ou em um estoque, usando algum sistema computadorizado no caixa de supermercado, tudo isso vai te dando mais humanidade e compreensão de como as coisas funcionam por trás dos olhos dos consumidores e te fazendo valorizar cada vez mais um trabalho “melhor” lá na frente. É bem legal você tentar criar uma rede de contatos com seus colegas de trabalho, nada muito forçado, uma relação neutra pode ser até mais interessante. Mas é claro, se acontecer afinidade com alguém (tanto homem quanto mulher), melhor sempre marcar algo fora do ambiente de trabalho e deixar claro que aquele “nível de aproximação” é apenas quando estão fora daquele ambiente, para evitar qualquer transtorno/fofoca no ambiente de trabalho. Isso pode parecer rigoroso demais, mas pode ser um problema à menos na sua vida, um stress à menos nos seus dias, você duvida? Todo ambiente tem alguém que é mais calado outros mais falantes, outros mais gordinho outros mais magrinhos, enfim, sempre vão falar, não importa o que você faça ou não, portanto, definitivamente, tente expor seu lado pessoal o mínimo possível no ambiente de trabalho. Talvez você até se empolgue, pois será aquela pessoa misteriosa que só os privilegiados/chegados conhecem de verdade.

Espiritualidade: Algo que exige pouco e provoca impactos tão impressionantes quanto a sua saúde. Estar de bem consigo e ter pensamentos equilibrados é a alma da sua vida, se isso desanda imediatamente você se vê desesperado. A importância dessa paz interior não é tão divulgada e com isso fica esquecida pela maioria. Tentar equilibrar suas emoções e pensamentos não é tão fácil, mas se você se dedicar um pouquinho, como por exemplo 5 minutos ao acordar e mais 5 minutos ao chegar em casa/ao fim do dia, será muito mais fácil passar pelos problemas da vida. Aqui acho importante citar a técnica da meditação transcendental (cientificamente comprovada, ela te faz ter alguns minutos de intenso “descanso altamente reparador para o corpo e mente”, sem que estejas dormindo ou acordado ou sonhando), que você pode conhecer melhor através do site: http://meditacaotranscendental.com.br/ . Mas não se preocupe em aprender uma técnica, reflexões sobre a vida e a busca de paz interior são coisas que muitas vezes basta querer pra conseguir, só o fato de você estar de bem consigo mesmo já denota sua espiritualidade elevada. Atenção: você não precisa achar que deve estar feliz o tempo todo, ficar triste e ter outros sentimentos tristes de vez em quando é até saudável, vai lhe fazer aprender, tirar aprendizados das coisas e se tornar mais forte, não se cobre demais, faça com dedicação, sinta que fez o que pôde e diga a si mesmo que fez o seu melhor!

Amor: Quantas definições podem existir para essa palavra, não me arrisco em dizer o que seria, mas se pensar que amar é “querer todo o bem” para alguém, já podemos começar a saber que amar deve ser algo bom. Sentir esse sentimento deve ser uma das coisas mais bonitas que existem e com certeza você vai amar alguém, até porque se você está já recebeu muito amor, o amor de sua mãe é algo incrível, não importando, inclusive, se você conviveu com ela, o fato é que ela lhe carregou por muitos meses e lhe deu a vida, quer prova maior de que o amor existe? Se parar para refletir sobre a frase querer “todo o bem”, podemos deduzir que se você ama essa pessoa, pode ser capaz de deixar essa pessoa ir embora pra ser feliz, e não ficar com você, afinal, você quer ou não quer TODO o bem pra ela? Ou quer que ela fique presa a você? Já pensou nisso? Se você realmente quer “todo o seu bem” vai fazer o que for preciso (é claro, fazer o que for preciso com bom senso, não vai matar alguém por causa de amor, neh?).

E o minimalismo, onde está nesse texto? Pois é, acabei me empolgando e escrevi muito. Mas o minimalismo pode ser encarado como “o suficente/necessário pra você”, nem mais nem menos, crie uma média para cada coisa na sua vida e tente manter esse equilíbrio, assim como para as coisas que eu falei aqui, um equilíbrio de notas para as suas áreas da vida. A questão do minimalismo vai entrar na sua vida naturalmente, pois você vai estar querendo ter uma vida com mais lazer, e não vai querer ter tantas coisas/objetos/roupas pra arrumar, limpar e comprar em excesso; você não vai querer perder tempo com muitas coisas/ informações inúteis, você vai querer sim ser uma pessoa intelectual sem exageros, ser interessante por esse fato e atrair pessoas naturalmente assim.

 

 

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s